Press Releases

Fundação Vodafone Portugal renova programa Praia Saudável por mais 5 anos

Terça-feira, 7 de Maio de 2013
Foi hoje assinado no Museu de Marinha, em Lisboa, o Protocolo de Cooperação estabelecido entre a Fundação Vodafone Portugal, Autoridade Marítima Nacional, Agência Portuguesa do Ambiente, Instituto Nacional para a Reabilitação e Associação Bandeira Azul da Europa, que renova o programa Praia Saudável por um período de mais 5 anos.

A cerimónia contou com a presença de José Pedro Aguiar-Branco, Ministro da Defesa Nacional, Assunção Cristas, Ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, José Madeira Serôdio, Presidente do Conselho Directivo do Instituto Nacional para a Reabilitação (INR), José Archer, Presidente da Associação Bandeira Azul da Europa, e António Carrapatoso, Presidente da Fundação Vodafone Portugal.

O programa Praia Saudável abrange 155 zonas balneares de Portugal Continental e Regiões Autónomas e tem como objectivo contribuir para o aumento da segurança e da qualidade do ambiente nas praias, assim como das acessibilidades para pessoas com mobilidade condicionada. O programa está em vigor desde 2005 e a renovação assenta no balanço extremamente positivo registado desde o seu início.

Na vertente de Segurança foram disponibilizados importantes equipamentos, como motos de salvamento marítimo, macas flutuantes ou torres de vigia, entre outros. Foi também criada uma rede de comunicações móveis simplificada e acessível ao público, fornecidos telemóveis aos nadadores-salvadores e atribuído um número telefónico a cada posto de praia abrangido pelo programa. A implementação de uma VPN (Virtual Private Network) permitiu facilitar a comunicação entre os postos de praia, Capitanias de Porto, Instituto de Socorros a Náufragos, Bombeiros Municipais e Locais, números de emergência nacionais e outros, identificados como relevantes no suporte a situações de emergência.

Na vertente de Acessibilidade foram melhoradas as condições de movimentação de pessoas com mobilidade condicionada nas zonas balneares, através da disponibilização de passadeiras especiais e de cadeiras de rodas anfíbias (‘tiralós’) nas praias. No âmbito do programa, a Fundação Vodafone Portugal doou mais de 100 cadeias anfíbias e mais de 125 passadeiras.

No plano da Gestão Ambiental, o principal foco é a protecção das zonas balneares, não apenas através da participação no Programa Nacional de Vigilância promovido pela Associação Bandeira Azul da Europa, mas também pela doação de equipamentos que contribuam para a minimização dos impactos ambientais negativos, de que são exemplo os mais de 4 milhões de cinzeiros distribuídos pelas zonas balneares desde o início do programa.

Na vertente de sensibilização e disponibilização de informação aos utilizadores das zonas balneares, a app Praia Directo fornece dados sobre questões ambientais, segurança e acessibilidade das zonas balneares, e dá a conhecer, entre muitas outras informações, o risco de exposição solar ao longo do dia, sendo possível visualizar, por exemplo, o período horário em que os índices ultravioletas atingem níveis máximos. A medição dos parâmetros é realizada em tempo real, através de estações de monitorização autónomas alimentadas por painéis solares.

Ainda na área de sensibilização destaca-se a campanha anual Verão de Campeão, que já abrangeu cerca de 240 mil jovens. As iniciativas integradas nesta acção incluem diversas modalidades de animação em que são ilustrados os riscos provocados por atitudes descuidadas e transmitidas informações sobre o melhor modo de estar nas praias, através de jogos didácticos, simples e divertidos.

A Fundação Vodafone Portugal já aplicou na execução do programa Praia Saudável verbas na ordem dos 8 milhões de euros. Prevê-se que este valor atinja cerca de 12,5 milhões de euros no final de 2017.

Contactos

Para esclarecimentos adicionais, por favor consulte a Direcção de Marca e Comunicação da Vodafone Portugal, através do formulário de contactos institucionais