Press Releases

Músicos portugueses juntam-se à Zarco para mostrar Porto a turistas

Terça-feira, 21 de Junho de 2016
Glockenwise, Ornatos Violeta, Plus Ultra e Killimanjaro são alguns dos novos colaboradores da Zarco, startup portuguesa incubada no Vodafone Power Lab que liga viajantes a pessoas locais

A startup portuguesa Zarco – que está a recrutar profissionais de várias áreas para se tornarem anfitriões locais de turistas que visitam o nosso país ¬– continua a surpreender. Desta vez, a Zarco estabeleceu uma parceria com vários músicos, que irão assim fazer visitas personalizadas no Porto, primeira cidade onde a aplicação foi lançada.

Nuno Rodrigues (vocalista dos Glockenwise e criador do projeto a solo Duquesa), Kinorm (baterista dos Plus Ultra e dos extintos Ornatos Violeta), Zé Roberto (vocalista dos Killimanjaro), Rui Martelo (baixista dos Mesa) e Gon (vocalista dos Plus Ultra e dos extintos Zen) são alguns dos músicos que vão receber os turistas que quiserem conhecer a Invicta de uma perspectiva musical.

Incubada no Vodafone Power Lab, a Zarco – nome inspirado no espírito aventureiro do descobridor português João Gonçalves Zarco – permite que qualquer pessoa seja um guia na sua própria cidade, proporcionando experiências únicas aos viajantes que podem, assim, reservar um parceiro de viagem local, de forma simples e intuitiva, dentro das suas áreas de interesse.

Nos próximos meses, a Zarco vai chegar a Lisboa, Braga, Coimbra e Guimarães, contando com a colaboração de dezenas de profissionais de áreas como História, Arquitetura, Arqueologia, Turismo ou Fotografia.

 

Sobre os músicos

Kinorm, baterista dos Plus Ultra e dos extintos Ornatos Violeta

Kinorm, tripeiro de gema, é um músico e artista plástico do Porto. Desde os tempos das escolas artísticas até aos Coliseus, Kinorm já viu o chão de uma plateia tremer com os pratos da sua bateria. Com a Zarco, Kino encontrou a complementaridade que precisava. Com o melhor rock na alma, desfiará uma experiência única pelos ambientes alternativos desta cidade que o viu nascer.

 

Gon, vocalista dos Plus Ultra e dos extintos Zen

Gon é um frontman por excelência em Portugal. Quem o viu nos palcos com os Zen durante os idos anos de 1990, nunca mais se esqueceu. Com um polvo tatuado no braço e as tenazes de um escaravelho no pescoço, Gon irá acompanhar os viajantes sedentos de experiências únicas na sua cidade, pelos meandros do universo da cultura urbana, passando pelas antigas lojas de discos de vinil às subcaves do centro comercial do rock do Porto: o Stop.

 

Zé Roberto, vocalista dos Kilimanjaro

Dos riffs dos Kilimanjaro ressurge Zé Roberto. Oriundo do norte de Portugal, da cidade que viu nascer um dos festivais alternativos mais emblemáticos do país – o Milhões de Festa –, Zé Roberto rondará as ruas da capital nortenha contaminado pela vertente rockeira barcelence. Não falhará levar quem nos visita pelas vintage stores da Rua do Almada ou pelos bairros recheados de emigrantes africanos da zona da batalha. Aliás, de outra forma não poderia ser, porque ele é a voz da montanha mais alta de África.

 

Rui Martelo, baixista dos Mesa

Baixista e compositor natural do Porto, Rui Martelo é um acérrimo fã de rock underground e de um estilo de vida batalhador, comum a todos os músicos independentes. Conhece as ruas do Porto como ninguém até porque as vive com a paixão própria de quem é um fervoroso amante da vida.

 

Nuno Rodrigues, vocalista dos Glockenwise e Duquesa

O vocalista dos rockeiros Glockenwise, que também assume a identidade de Duquesa, a sua personagem mais intimista, saltará do palco para os becos e ruelas de uma cidade medieval. Contará as suas histórias abençoadas por minis e revelará aos viajantes da Zarco os segredos de uma cidade que viu nascer os maiores músicos portugueses de todos os tempos, tais como: GNR, Sérgio Godinho, Pedro Abrunhosa, Ornatos Violeta, Rui Veloso, etc…

Contactos

Para esclarecimentos adicionais, por favor consulte a Direcção de Marca e Comunicação da Vodafone Portugal, através do formulário de contactos institucionais